Login para sua conta

Usuário *
Senha *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com asterístico (*) são obrigatórios.
Nome *
Usuário *
Senha *
Repetir senha *
E-mail *
Repetir e-mail *
Captcha *
Reload Captcha

Cantora e deputada Mara Lima cobra a reabertura das igrejas no Paraná Destaque

Mara Lima (Reprodução) Mara Lima (Reprodução)

Nesta segunda-feira (6), igrejas e templos religiosos foram retirados da lista de atividades essenciais

Nesta segunda-feira (6), a decisão do juiz da 4ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, Eduardo Lourenço Bana, foi muito criticada pelos deputados da bancada evangélica da Assembleia Legislativa.

O juiz retirou igrejas e templos religiosos da lista de atividades essenciais que podem continuar funcionando durante a pandemia do Covid-19. O magistrado atendeu parcialmente a um pedido de liminar do Ministério Público, rejeitando a decretação de lockdown no Estado.

“Dentro dessa ótica, a despeito da importância da atividade religiosa para a maioria da população, a realização de cultos presenciais não pode ser considerada atividade essencial, na medida em que a sua não concretização não enseja perigo à sobrevivência, à saúde ou à segurança da população”, apontou o magistrado na decisão.

A Secretaria de Estado da Saúde publicou na última sexta-feira (4), uma nova portaria proibindo cultos presenciais  em 134 municípios nas regiões de Cascavel, Cianorte, Cornélio Procópio, Região Metropolitana de Curitiba, Londrina, Foz do Iguaçu e Toledo que estão sob quarentena.

A cantora gospel e deputada Mara Lima (PSC) também cobrou da direção da Assembleia, um recurso contra a decisão da Justiça. “De alguma forma estão fechando a boca das igrejas, tirando delas a liberdade. Derrubem essa liminar. Vocês têm essa força”, pediu.

anuncie aqui

Avalie este item
(0 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Betim tintas