Login para sua conta

Usuário *
Senha *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com asterístico (*) são obrigatórios.
Nome *
Usuário *
Senha *
Repetir senha *
E-mail *
Repetir e-mail *
Captcha *
Reload Captcha
Administrador

Administrador

Nesta próxima Terça-Feira (14), a cantora Aline Barros fará em seu canal no YouTube uma transmissão ao vivo, às 20h (horário de Brasília).

Considerada por muitos a maior cantora da música gospel, devido a inúmeros prêmios conquistados, milhões de cópias vendidas e vários sucessos que são tocados nas igrejas por mais de duas décadas, como "Sonda-me, Usa-me", "Consagração", "Ressuscita-me" e "Casa do Pai", Aline fará show com 2h de duração diretamente de sua residência no Rio de Janeiro. 

Ela tem utilizado suas redes sociais para fazer a promoção do evento, que além de trazer a performance de suas canções, também contará com arrecadação de alimentos, alcool e gel, luvas e máscaras. 

Não Perca! As 20h no canal oficial da cantora no YouTube. O link da live já foi liberado! #Compartilhe com seus amigos

 

Apesar do Brasil está em uma situação privilegiada em relação a muitos países que enfrentam o coronavírus, muitos casos tem surgido diariamente, e muitas pessoas continuam perdendo a vida.

Uma das vítimas foi o pastor Nelson Francisco, da igreja AD. Brás Baronesa, em Osasco, morreu nesse domingo (12). O pastor tinha 62 anos de idade e fazia parte do grupo de risco.

O pastor Nelson era o segundo vice-presidente do Campo AD Brás Baronesa, e era muito querido por todos do ministério. No perfil oficial da igreja no Facebook, foi divulgado um comunicado que dizia:

“Por meio desse comunicado queremos informar que hoje não haverá culto ONLINE, por uma perca irreparável, do nosso segundo vice Presidente do Campo AD Brás Baronesa Pr. Nelson Francisco veio a óbito.
E estamos compartilhando da dor familiar, você que pode ore e apresente a família do nosso amado Pastor, que já descansa no Senhor.

“E terminando aqui seu ministério, voltou para casa.”
– Lucas: 1;23″

pastor Nelson Francisco

De acordo com o  ex-presidente da Câmara Municipal, vereador Elissandro Lindoso, o ‘Dr. Lindoso’, a causa da morte foi covid-19.

“Perdemos hoje o nosso amigo e pastor AD Nelson Francisco para o covid-19. Sentiremos a sua ausência meu amigo”, declarou Lindoso, por meio das redes sociais neste domingo.

O estado de São Paulo pode ser considerado o epicentro da doença no Brasil, pois é o lugar que concentra o maior número de pessoas infectadas, e também o maior número de vítimas fatais.

Um evento inédito e de grande impacto será realizado de 13 a 18 de abril no Youtube. Com o tema “Tempo de Esdras – O Retorno à Palavra”, a Conferência Bíblica Online vai reunir professores renomados do meio pentecostal para ensinar a Palavra de Deus.

Serão seis dias seguidos de transmissões ao vivo no Youtube, de segunda a sábado, com sete aulas por dia. O objetivo é tratar de forma clara e objetiva as doutrinas bíblicas fundamentais, divididas em três grupos: As doutrinas da salvação, as doutrinas da fé cristã e as doutrinas do porvir (das coisas futuras).

esdras

anuncie aqui

 Cada professor vai ministrar um tema em aulas de 40 minutos. Ao todo, serão ministrados 39 temas ao longo da semana. Todas as aulas serão transmitidas gratuitamente no canal “O Bom Samaritano”.

O Bom Samaritano é uma Casa de Apoio social localizada em Santa Catarina, e está organizando a Conferência em parceria com 29 professores da escola de teologia Academia de Pregadores. A instituição conta com mais de 670 mil inscritos no Youtube e quer usar este alcance para ensinar a Palavra de Deus.

O presidente, pastor Moisés Martins, conta que Deus lhe deu esta orientação durante uma campanha de oração realizada na quarentena. “Precisamos nos voltar à Palavra neste momento para vivermos um grande avivamento no Brasil”, afirma.

O evento será somente online e é destinado a todos que tem dificuldade de entendimento da Palavra de Deus e das doutrinas fundamentais. As aulas iniciam na segunda-feira, dia 13/04, às 18h.

Para participar, basta acessar o youtube.com/obomsamaritano. Se inscreva no canal e ative as notificações para ser avisado sempre que as aulas começarem.

Nossa geração está vivendo uma experiência avassaladora com o surgimento da pandemia do coronavírus. Ela expôs a fragilidade das relações humanas de uma forma que alguém jamais imaginou.

Não há parâmetro ou referências recentes no imaginário popular de algo similar vivido anteriormente na qual se possa apoiar para entender o que está acontecendo.

 

A pandemia do vírus de Wuhan colocou o cidadão comum no meio de uma guerra de extremos.

De um lado, temos aqueles que se apegam ao bom senso, à realidade dos fatos, cientes das consequências, apresentam seus argumentos e clamam contra o conformismo e a inércia. No outro extremo temos os negacionistas, estes sim, agarrados quase que exclusivamente à narrativas, defendendo ideias das quais não tem noção de quem as incutiu ou de onde as tiraram, politizando até mesmo protocolos de tratamento, replicam profusamente suas conjecturas nos canais de TV e demais veículos de comunicação.

No centro disso tudo, o cidadão comum padece atormentado por uma overdose de informações desencontradas.

Em tempos assim, vale considerar como nossos pais superaram situações adversas no passado e como nossos avós portaram-se diante do infortúnio.

Aqui entra C.S. Lewis. O escritor irlandês que vivenciou a 2ª Guerra Mundial e naquele momento tão difícil sobrepujou a desventura e com palavras sábias inspirou toda uma geração, evocando os fundamentos do cristianismo.

Quando a Alemanha Nazista, comandada por Hitler, invadiu a Polônia, no outono de 1939, C.S. Lewis pregou um sermão na igreja de “St. Mary the Virgin”, em Oxford, que venceu o tempo e permanece disponível para nós como um sábio conselho de quem enxergou uma saída no meio daquele caos que se abatia sobre a Europa.

anuncie aqui

Aqui apresentamos três inimigos em tempos de extrema dificuldade que C.S. Lewis identificou e que desafiavam os jovens naquele momento. Para cada um deles ele oferece um sábio conselho.

A inquietação

Somos submetidos a uma avalanche de notícias que sobrecarregam nossa mente com ansiedade e inquietação. São informações desencontradas e contraditórias que provocam um estado de euforia constante. Com essa overdose de informação que nos inunda, graças aos modernos meios de comunicação, fica difícil o indivíduo manter o foco em alguma coisa. Tudo move-se vertiginosamente numa espiral de notícias divergentes que inebriam o indivíduo e o paralisam diante das mais ordinárias atividades.

Nesse caos, parece que não há voz insuspeita para seguir. Mesmo os líderes religiosos ainda tateiam desorientados no escuro à procura de sentido para o que está acontecendo e o que nos oferecem ainda são discursos dissonantes sobre os rumos a tomar. Foi assim em 1939 no início da 2ª Guerra Mundial e suspeita-se que a história se repete em 2020.

O primeiro conselho de C.S. Lewis: “volte-se para a História”.

Ao contemplar os eventos do passado o indivíduo é impelido para a realidade já vivida e consegue perceber que a sua situação não é mais extraordinária que a que seus antepassados viveram. Através desse exercício de avaliação pode-se perceber que a vida humana foi e sempre será esse caminhar a beira de um precipício.

O cristão, dispõe de tantas passagens bíblicas que quando analisadas à luz do avanço dessa pandemia que atinge igualmente todas as classes sociais, tomam um sentido muito mais real em suas vidas. Moisés e o povo hebreu com o mar a frente e atrás, Faraó e seu exército; Daniel na cova dos leões famintos; Elias no desafio diante dos profetas de Baal e vários outros exemplos.

As histórias desses personagens não chegaram até nós gratuitamente, apenas para deleite intelectual, mas como modelos de comportamento divinamente inspirados para serem seguidos quando estivéssemos diante de dificuldades similares.

Imagine que a você foi dada a oportunidade de vivenciar o aparecimento de uma pandemia dessa abrangência e que Deus te oferece as competências necessárias para sobrepujar essa grande dificuldade e deixar um legado para quando alguém olhar para o passado, se inspirar na maneira como você venceu a adversidade.

Olhar para a História te faz ver que seus antepassados viveram desafios maiores, mais arriscados e sobreviveram. Essa análise ajuda a não cometer os mesmos erros ou até ver que sempre há uma maneira de superar o mal, por mais arrasador que pareça.

A frustração sobre o futuro

Assim como a iminência da guerra com seus horrores e mortes provocou muita incerteza sobre o futuro daquela geração, a pandemia do vírus de Wuhan também trouxe consigo as mesmas incertezas. Será que conseguirei terminar as coisas que comecei a fazer? Meus estudos, meus projetos, formar uma família, criar meus filhos, cuidar dos meus pais, meu trabalho etc. Como estará a economia quando tudo isso terminar? Quando vai terminar?

Como uma pessoa sensata, C.S. Lewis não tratou tais preocupações como infundadas nem com leviandade. Antes ele considerou que aquele que decidir viver o presente e entregar o futuro a Deus, ao final terá feito melhor escolha.

Certo é que a solução dada por Lewis está alinhada com as palavras de Jesus Cristo: “Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?” Mateus 6:31. Ele próprio confessa que essa é a genuína atitude cristã nessas ocasiões, independente da idade; deixar o futuro nas mãos de Deus. E acrescenta: seja em tempos de guerra ou de paz, nunca comprometa sua felicidade cotidiana, com o futuro distante.

barra covid19

O segundo conselho de C.S. Lewis: “ore e agradeça pelo pão de cada dia”.

Concentre sua energia no dia que você tem hoje. Viva momento a momento. Dê um passo de cada vez e seja grato pelo dom da vida.

Uma grande obra é construída tijolo a tijolo; parede a parede e assim por diante. Dedique-se a fazer o que tiver às mãos naquele dia. Dê o seu melhor, não permita que suas preocupações com o futuro atrapalhem o seu dia e seja grato pelo seu dia de vida.

O medo da morte

A incerteza sobre o futuro acaba inevitavelmente levando o indivíduo a pensar sobre a morte.

C.S. Lewis novamente demonstra aguda perspicácia ao expor que nem a guerra iminente – nem o vírus de Wuhan – aumentam a probabilidade de morte, antes a torna mais real para nós. É como se os espelhos deformantes com os quais vemos e interpretamos o mundo fossem quebrados e ela se transfigurasse de um conceito distante em um incômodo visitante quase que palpável diante de nós.

Para questão dessa importância nem a negação ou desapego evasivo nem os devaneios com finais trágicos e desesperadores podem ajudar.

O cristão tem disponível nas Escrituras a sábia lição do salmista quando pede a Deus que o ensine a contar os dias para adquirir coração sábio (Salmos 90:12). Essa consciência da finitude e brevidade do tempo dá ao indivíduo a oportunidade de usá-lo com parcimônia.

O terceiro conselho de C.S. Lewis: “seja corajoso”.

Lewis lembra que 100% de nós morreremos. Essa taxa não poderá ser aumentada, muito menos diminuída. Ocorre que o advento de tragédias embaralha um pouco nossa percepção sobre o fluxo natural dessa caminhada. Algumas mortes parecem ter sido antecipadas, causando um sentimento de impotência diante das circunstâncias e esse desarranjo momentâneo da percepção entre a caminhada natural rumo ao último dia e a possibilidade real de antecipar esse final acabam provocando medo e pânico.

Se o trabalho e a rotina do dia a dia sufocam o ânimo do indivíduo para pensar na sua morte, tragédias como a guerra ou o aparecimento do vírus de Wuhan constrangem a pensar sobre ela.

Os jovens de 1939 foram designados para irem à guerra defender seu país e seus valores. A nós, foi incumbido o confinamento domiciliar a fim de preservar nossas vidas e barrar o avanço do vírus.

Tome coragem e procure tirar algo bom dessa situação. Use o confinamento para estudar, aprender algo novo, buscar a verdade, a beleza e a bondade.

O apóstolo Paulo nos deixa uma valiosa lição, independente do momento que estivermos vivendo. Há um texto que simboliza tudo o que falamos; pois ele trata de manter o foco, não inquietar-se com as circunstâncias e seguir com coragem a carreira que nos foi proposta:

“Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho.” Filipenses 1:21

Sendo sincero, tudo o que você tem é o momento. É nesse momento que você cumpre, um passo por vez, uma grande tarefa que você tem para concluir.

Referência:

https://bradleyggreen.com/attachments/Lewis.Learning%20in%20War-Time.pdf

barra covid19Neste sábado (11), o cantor Fernandinho em seu canal no Youtube fará uma transmissão ao vivo, às 22h (horário de Brasília), realizada juntamente como o Ministério Mananciais.

Ele é o maior nome masculino da música gospel na era digital, com inúmeros sucessos conhecidos pelo público como "Galileu", "Grandes Coisas", "Uma Nova História", "Faz Chover", entre outros. 

O cantor utilizou suas redes sociais para fazer a promoção do evento que promete alcançar a vida de muita gente, já que suas performances são bem marcantes. 

Não Perca! Ás 22h no canal oficial do cantor no YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCH1U29foC-5RyAa4ZgkuQYA

Fernandinho lançou ontem (10) o primeiro vídeo do seu novo projeto que traz canções inéditas ao vivo. A primeira faixa escolhida foi "Santo", que também conta a participação de sua esposa Paula Santos.
Continua...
SUPERBET rgb

Assista:

PARA QUEM NÃO TEM O CADASTRO ÚNICO -
Este é o link para cadastramento para receber o auxílio de R$ 600,00 do Governo Federal referente à crise do coronavirus

https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio

PARA QUEM TEM O CADASTRO ÚNICO
Informais inscritos no Cadastro Único começam a receber auxílio emergencial nesta terça-feira - O governo informou que o pagamento para os inscritos no Cadastro Único começa nesta terça-feira (07/04) e cai diretamente na conta de quem tem conta na Caixa ou Banco do Brasil.

Os demais devem se cadastrar no link acima, que leva ao site da Caixa. Para esses, a previsão é de que os $600 saia a partir de quarta-feira (08/04).

Os Beneficiários do Bolsa Família, que já têm renda, começam a receber a partir do dia 16 de abril, de acordo com o calendário regular de pagamento

anuncie aqui

O vídeo oficial do dueto entre Heloisa Rosa e Fernandinho com a música "Yeshua" ultrapassou 50 milhões de views no YouTube.

A live session se destaca por apresentar uma canção totalmente congregacional e centralizada em Cristo. De acordo com Heloisa, a inspiração para escrevê-la foi a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém sobre um simples jumentinho (Mateus 21). “Eu gosto de ver isto em Deus: o quanto Ele é maravilhoso e ao mesmo tempo acessível. Essa música é para nos lembrarmos que o Senhor, mesmo sendo poderoso, ama estar conosco”, disse a cantora.

O resultado dessa parceria deu muito certo e além dos 50 milhões no YouTube, a faixa teve mais de12,6 milhões de reproduções no Spotify, sendo a música mais escutada de Heloisa na plataforma.  

Assista:

Com uma identidade marcante, a dupla Canção e Louvor lançou em seu canal no YouTube o videoclipe para sua nova música intitulada "Sem Mim".

Conhecidos pelos grandes sucessos "Eu Cuido de Ti" e "Sossega", a dupla traz uma letra autoral em seu novo single e uma melodia puxada para o sertanejo universitário. A música afirma que não dá pra viver sem Deus, mesmo que em algum momento se distancie dos Seus caminhos.

Gravado em um ambiente ao ar livre, com uma bela vista, a dupla performa "Sem Mim" à luz do dia no videoclipe. 

anuncie aqui 2

 Assista:

Consulta pode ser feita pelo site, aplicativo ou telefone.

O governo anunciou que vai pagar um auxílio emergencial de R$ 600 a trabalhadores informais, desempregados e MEIs nesta quarta-feira (1) para os inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) do Ministério da Cidadania até o último dia 20 de março.

O CadÚnico vai auxiliar na verificação da renda de quem está inscrito. Quem não estiver também poderá receber o benefício, mas a verificação será feita por meio de autodeclaração em plataforma digital. Ainda não foi informado como essa declaração será feita.

Você pode saber se está inscrito no CadÚnico de três maneiras: pelo site do Ministério da Cidadania, pelo aplicativo Meu CadÚnico e pelo telefone.

Na manhã desta quinta-feira (2), diversos usuários relatavam instabilidade e dificuldade para acessar o sistema por meio do site. Procurado pelo G1, o Ministério da Cidadania informou que está trabalhando para aumentar a disponibilidade de acessos múltiplos ao site Consulta Cidadão. A previsão é de que ao longo do dia o site esteja em pleno funcionamento.

Pelo site

Para saber se o seu nome está no CadÚnico, é preciso acessar este link: aplicacoes.mds.gov.br/sagi/consulta_cidadao/. Segundo a assessoria de imprensa do Ministério da Cidadania, o site apresentava instabilidade na quarta-feira (1º).

No endereço acima, você irá encontrar essa página:

Página da Consulta Cidadão — Foto: Reprodução do Ministério da Cidadania

Nessa página, rolando a tela para baixo, você encontrará este formulário:

Formulário Cadúnico — Foto: Reprodução do Ministério da Cidadania

Formulário Cadúnico — Foto: Reprodução do Ministério da Cidadania

Neste formulário, é preciso preencher o nome completo, data de nascimento, o nome da mãe e selecionar o estado e o município onde que você mora. Após preencher, é só clicar em "Emitir" e, assim, saber se o seu nome está ou não inscrito no CadÚnico.

O planejador financeiro da Par Mais, Jailon Giacomelli, diz que se uma pessoa lembra que foi cadastrado, mas não encontra, uma dica é buscar por várias versões do seu nome. Segundo ele, muitas vezes, quando um assistente de uma secretaria municipal vai até a casa de uma família de baixa renda fazer o cadastro, a pessoa não lembra qual foi o nome que ela informou ao assistente. "Então é importante tentar várias versões", diz.

Betim Tintas

Aplicativo

É possível também fazer a consulta pelo aplicativo Meu CadÚnico. Clique aqui para baixar o aplicativo no seu celular.

Após baixar e abrir o app, é só clicar em 'entrar'

Cadunico — Foto: Reprodução

E inserir as mesmas informações solicitadas pelo site: nome completo, data de nascimento, nome da mãe e estado.

Cadunico — Foto: Reprodução

Cadunico — Foto: Reprodução

Consulta telefônica

O Ministério também disponibiliza um canal de atendimento por telefone para tirar as dúvidas sobre os programas sociais e CadÚnico no 0800 707 2003. Ao ligar neste número, você deve selecionar a opção 5.

serviço de ligação é gratuito, e pode ser feito por um telefone fixo ou móvel. Antes só era possível pelo telefone fixo, mas o governo já liberou as ligações feitas de celular.

Os horários de atendimento são:

  • 07h às 19h de segunda a sexta-feira.
  • 10h às 16h nos finais de semana e feriados nacionais e durante o Calendário de Pagamento do Bolsa Família.

É preciso estar inscrito no CadÚnico para receber o auxílio de R$ 600?

O trabalhador de baixa renda não precisará estar inscrito no CadÚnico para receber o benefício – será necessário apenas cumprir com o limite de renda média.

O CadÚnico vai auxiliar na verificação dessa renda para quem está inscrito – para quem não está, a verificação será feita por meio de autodeclaração em plataforma digital. Ainda não foi informado como essa declaração será feita.

 

Pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro, em Cadeia de Rádio e Televisão, em 31/03/2020.

- Assista: