Login para sua conta

Usuário *
Senha *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com asterístico (*) são obrigatórios.
Nome *
Usuário *
Senha *
Repetir senha *
E-mail *
Repetir e-mail *
Captcha *
Reload Captcha
Administrador

Administrador

Pronunciamento feito feito na Praça de São Pedro, no Vaticano

O papa Francisco afirmou que pessoas são mais importantes do que a economia. A afirmação foi feita no momento em que alguns países decidem com que rapidez vão reabrir suas economias após as restrições causadas pelo novo coronavírus.

O papa fez os comentários neste domingo (31), no Vaticano, a partir de texto preparado, no primeiro discurso do meio-dia de sua janela sobre a Praça de São Pedro em três meses, conforme o isolamento da Itália chega ao fim.

"Curar as pessoas, não poupar (dinheiro) para ajudar a economia, (é importante) curar as pessoas, que são mais importantes do que a economia", disse. Nós, pessoas, somos templos do espírito santo, a economia não", completou.

O papa Francisco não mencionou nenhum país. Muitos governos estão decidindo se reabrem suas economias para salvar empresas e padrões de vida, ou se mantêm o lockdown até que tenham certeza que o vírus está sob controle.

As palavras do papa foram recebidos com aplausos de centenas de pessoas na praça, muitas usando máscaras e mantendo vários metros de distância umas das outras.

A praça foi reaberta ao público no domingo passado (24). Normalmente dezenas de milhares de pessoas comparecem ao local aos domingos.

Fonte: Agência Brasil

Imunização nos postos de saúde poderá ocorrer até o dia 30 de junho

O Ministério da Saúde anunciou hoje (29) a prorrogação da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe até o dia 30 de junho. A campanha teve três fases, sendo que a terceira fase (dividida em duas etapas) iria até o dia 5 de junho. Porém, o baixo índice de vacinação de grupos prioritários motivou a prorrogação da campanha.

Os grupos prioritários da terceira fase são formados por pessoas com deficiência, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas, professores e pessoas de 55 a 59 anos de idade. De 77,7 milhões de pessoas que fazem parte desse público, apenas 63,53% receberam a vacina. O Ministério da Saúde espera, com a prorrogação, alcançar mais 28,3 milhões de pessoas.

A vacina contra influenza não tem eficácia contra o novo coronavírus, porém, neste momento, ajuda os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para a covid-19, já que os sintomas são parecidos. E, ainda, ajuda a reduzir a procura por serviços de saúde, já bastante demandados por conta da epidemia do novo coronavírus.

Até o momento, 74,9 milhões de doses da vacina já foram distribuídas aos estados para garantir a imunização do público-alvo da campanha. Os professores, parte do grupo prioritário, devem apresentar o crachá funcional para comprovar o vínculo com alguma instituição de ensino. 

FONTE: Agência Brasil

SUPERBET rgb

A Secretaria Municipal de Betim confirmou neste sábado (30), a morte de um idoso, de 73 anos, vítima da covid-19. Essa é a sétima morte registrada na cidade.

De acordo com a Secretaria de Saúde, J.R.S estava internado desde o dia 17 de maio, sendo transferido para o Centro Materno Infantil (Cecovid) no dia 27. O homem, que tinha doença pulmonar crônica, faleceu neste sábado (30).

Casos em Betim

No boletim epidemiológico deste sábado, Betim tem 111 casos confirmados de Covid-19, sendo 42 curados, 62 em acompanhamento, 1 internado e 7 óbitos.

4.758 casos foram notificados como síndrome gripal e 1.459 casos foram descartados após exames.

anuncie aqui

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou neste domingo (31), seu balanço sobre a Covid-19 em Betim.

Desde o início da pandemia, Betim registra 115 casos confirmados, sendo 42 já curados, 65 em acompanhamento domiciliar, 1 internado e 7 óbitos.

O número de casos notificados como síndrome gripal chegou a 4.857, sendo 1.477 descartados após exames.

Covid-19 em Betim (31/05/2020)

  • 4.857 casos notificados como síndrome gripal
  • 1.477 casos descartados
  • 115 casos confirmados (42 curados, 65 acompanhamento, 1 internado e 7 óbitos)

Óbitos

A primeira vítima da covid-19 em Betim foi uma idosa, de 80 anos, que deu entrada na UPA do Guanabara no dia 23/04, com quadro de dor abdominal e falta de ar. A mulher foi encaminhada para o Cecovid, no Centro Materno Infantil e seu quadro piorou, vindo a óbito no dia 28/04.

Uma adolescente de 14 anos, moradora de Betim, que fazia tratamento médico em São Paulo, morreu no dia 03/05, após contrair a covid-19. A jovem vivia em São Paulo há 11 meses e se preparava para um transplante de coração. A morte foi contabilizada como sendo de Betim, em função da vítima residir na cidade.

A terceira vítima da doença em Betim, uma mulher de 74 anos, que apresentava comorbidade e faleceu no dia 29 de abril. O resultado foi divulgado somente na quinta-feira, 14/05.

Um homem de 23 anos, que não apresentava comorbidade, foi a quarta vítima confirmada no dia 19/05 pela Secretaria Municipal de Saúde.

Um homem, de 63 anos, motorista prestador de serviço da Secretaria Municipal de Saúde e morador da região do Imbiruçu, foi a quinta vítima da doença na cidade. De acordo com a prefeitura, deu entrada na UPA Teresópolis no dia 17/05, sendo transferido 2 dias depois para o Centro Materno Infantil. Ainda segundo a Secretaria, a vítima era tabagista e tinha cardiopatia.

Um homem de 44 anos, que também deu entrada na UPA Teresópolis, no dia 11 e foi transferido para o Hospital de Campanha no dia seguinte foi o sexto óbito confirmado. De acordo com nota da Secretaria Municipal de Saúde, já era acompanhado por uma equipe de atenção primária de saúde, pois era portador de doença pulmonar crônica grave.

De acordo com a Secretaria de Saúde, a sétima vítima (J.R.S) foi um homem, de 73 anos, que estava internado desde o dia 17 de maio, sendo transferido para o Centro Materno Infantil (Cecovid) no dia 27. O homem, que tinha doença pulmonar crônica, faleceu no sábado (30/05).

Fonte: Agenda Betim

PORTAL

Estrutura, usada em irrigação de lavoura, pertence a empresa alimentícia

Uma barragem se rompeu durante a madrugada deste domingo (31) na cidade de Perdizes, Região do Triângulo Mineiro. De acordo com militares do Corpo de Bombeiros de Araxá, o Bolsão Artificial de Irrigação fica em uma lavoura de batatas. O incidente ocorreu na Fazenda Água Santa, a 420 quilômetros de Belo Horizonte. Ninguém ficou ferido.

Os bombeiros foram acionados por volta das 2h da manhã e as primeiras informações davam conta de que a água contida nesse reservatório teria escorrido para uma das barragens existentes na fazenda. Por isso, a barragem poderia não suportar o peso extra de água, colocando em perigo os moradores da região. 
Segundo informações de militares, o bolsão que se rompeu teria capacidade para 1 milhão de metros cúbicos de água, e que a barragem que recebeu esse volume possui capacidade para quatro milhões de metros cúbicos. Após a nova carga, o volume da barragem subiu cerca de um metro.
A porta dos vertedores da barragem foi aberta para aliviar a pressão na estrutura, mas os possíveis danos causados ainda vão ser avaliados pelos militares. O trabalho segue nesta manhã, com o auxílio de drones.
Por precaução, moradores de residências um pouco mais próxima da barragem chegaram a deixar suas casas. Somente após análise pericial da estrutura será possível detectar a extensão dos estragos.
LIDERE

O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, afirmou nesta última quinta-feira (28) que o auxílio emergencial, voltado principalmente a trabalhadores informais, provavelmente será prorrogado. Segundo ele, no entanto, o programa teria que funcionar sob um outro formato.

“O auxílio emergencial será prorrogado? Muito provavelmente sim, mas com outro perfil, outro formato. É um programa valiosíssimo, de alta efetividade, mas caro”, afirmou em audiência virtual promovida por comissão do Congresso.

Ele afirma que o programa custa R$ 51,5 bilhões por mês, um valor que considera muito alto. Por isso, defendeu que seja avaliada a efetividade e o custo da medida. “Não cabe uma extensão muito prolongada, nas nossas contas”, disse.

anuncie aqui

Embora não tenha mencionado o valor a ser concedido durante a prorrogação, o Ministério da Economia tem defendido um corte dos atuais R$ 600. O titular da pasta, Paulo Guedes, já disse querer um valor de R$ 200.

Waldery reforçou o posicionamento de Guedes ao dizer que a referência para a extensão deve ser o pagamento do Bolsa Família, que em média paga cerca de R$ 200 aos beneficiários.

“Pode ser prorrogado. Uma prorrogação de R$ 200 implicará em custo por mês de aproximadamente R$ 17 bilhões, então estamos dando atenção ao seguimento mais afetado da população”, disse.

No Congresso, há pressões para que o valor seja mantido em R$ 600. A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) afirmou que o tema está sendo discutido entre parlamentares e que foi apresentado um projeto para a extensão do programa por mais três meses.

O auxílio emergencial é a medida anticrise que mais demanda recursos públicos, com previsão de R$ 152,6 bilhões a serem usados ao fim dos três meses originalmente estimados.

Durante a sessão, os parlamentares também pediram ao secretário medidas mais efetivas para a liberação do crédito. O Ministério da Economia admite que esse é um tema que necessita de melhoria, já que as empresas reclamam do pouco acesso a empréstimos durante a crise mesmo depois das medidas anunciadas até agora.

O senador Esperidião Amin (PP-SC) mencionou o problema no financiamento de salários, que foi criado por uma MP (medida provisória). Enquanto equipe econômica e parlamentares discutem alterações no texto, ele sugere que o próprio governo altere a MP para destravar os recursos.

Apesar de o secretário dizer que a próxima etapa do programa deve ter mais recursos usados pelos empresários, o próprio ministro da Economia já reconheceu que a medida “não deu tão certo”.

Na visão de Guedes, o principal motivo para o empoçamento seria a regra que impede demissão de funcionários. As empresas teriam medo de assumir o compromisso porque podem precisar dispensar os trabalhadores.

A MP exige que as empresas beneficiárias não poderão demitir sem justa causa empregados durante a vigência do programa e até 60 dias após recebimento, por elas, da última parcela da linha de crédito.

Nas conversas da equipe econômica com o Congresso, um dos pontos discutidos é justamente a possibilidade de a empresa não ser impedida de demitir 100% dos empregados.

Com informações Folha PE

Betim Tintas

Passamos por um momento de crise mundial e pandemia. Quando Jesus exerceu o seu ministério na terra não foi diferente, doenças como a lepra e crises assolavam a sociedade. Jesus venceu a morte e o pecado, curando os enfermos e nos dando a Salvação!

Por ter consciência dessas coisas, a Igreja de tem um papel importante: ser luz em meio a escuridão. Não é momento da Igreja se dispersar, mas se encorajar em Cristo e colocar em prática tudo que tem recebido de Deus. É momento de ser forte e corajoso como Josué e se preparar para o mover de Deus nesses dias. 

Mais do que nunca, pessoas precisarão de uma palavra de fé e encorajamento. E a Igreja deve estar presente nesses momentos, agindo onde o poder público não pode alcançar: nos corações das pessoas.

Cancelar o culto é falta de fé?

 

A Igreja deve ser prudente e prezar pela integridade dos irmãos. Expor os irmãos - principalmente os mais vulneráveis - ao risco, seria falta de amor ao próximo e uma irresponsabilidade. Todos os pastores devem conduzir as suas ovelhas com zelo, pois cada um prestará contas a Deus segundo as suas responsabilidades (Hebreus 13:17). 

Sabemos que a Igreja rompe as barreiras do Templo e o culto pode ser realizado até mesmo em casa. Apesar disso, a comunhão é um elemento vital para o corpo de Cristo. Um cristão tem a necessidade de congregar, a comunhão e o culto em coletivo é um elemento básico para nutrir a nossa fé. Aquele que se sente bem na exclusão não está espiritualmente saudável. 

Em virtude da pandemia do Covid-19 (Coronavírus) não é prudente - nem sábio - a exposição dos irmãos em grandes reuniões. É normal num culto, abraços, apertos de mão, calor humano - coisas simples que iremos valorizar ainda mais depois da quarentena - mas devem ser evitadas neste momento.

"O prudente percebe o perigo e busca refúgio; o inexperiente segue adiante e sofre as consequências". Provérbios 22:3

A Bíblia aconselha todo cristão exercer a sua fé de maneira responsável, isto não que dizer que a nossa fé esteja limitada. A fé é sobrenatural, ultrapassa a razão, ela não pode nos levar a transgredir. A fé não pode ser fundamentada na desobediência, pois a fé verdadeira espelha o Reino de Deus.

Saber se resguardar diante do perigo é um ato de sabedoria e maturidade espiritual. Em nenhum momento Jesus manifestou o seu poder de maneira afrontosa, pelo contrário, nos ensinou como deveríamos usar a nossa fé: de modo a glorificar a Deus e não tentá-lo.

"Então o Diabo o levou à cidade santa, colocou-o na parte mais alta do templo e lhe disse: 'Se és o Filho de Deus, joga-te daqui para baixo. Pois está escrito: " 'Ele dará ordens a seus anjos a seu respeito, e com as mãos eles o segurarão, para que você não tropece em alguma pedra'". Jesus lhe respondeu: "Também está escrito: 'Não ponha à prova o Senhor, o seu Deus'". Mateus 4:5-7

O próprio Diabo utilizou-se das Escrituras para afrontar a Cristo. A nossa fé não foi feita para colocarmos Deus a prova, mas sim, para nos tornarmos aprovados diante de Deus (2 Coríntios 13:5-9).

Qual o papel da Igreja durante a pandemia?

 

Haverão consequências econômicas e políticas para todas as nações, mas a Igreja deve se preocupar com vidas. Com a quarentena e o crescimento dos casos de covid-19, vidas precisarão de ajuda espiritual e a Igreja deve se fazer presente neste momento de aflição.

 

"A religião que Deus, o nosso Pai, aceita como pura e imaculada é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e não se deixar corromper pelo mundo". Tiago 1:27

 

Cristo nos deu autoridade para orarmos pelos enfermos e doentes! 

Deus pode curar e realizar muitos milagres neste período, Ele não mudou! Deus é soberano, misericordioso e ouve a oração do justo. Todas as coisas sucedem para que Ele seja glorificado e a Igreja é um canal do favor de Deus. 

"Curem os enfermos, ressuscitem os mortos, purifiquem os leprosos, expulsem os demônios. Vocês receberam de graça; deem também de graça." Mateus 10:8 

Quem tem Jesus, tem tudo! Cristo é o remédio eficaz para a alma que nos livra do pecado e da morte. Façamos a diferença. É momento da Igreja de Cristo - representada por cada crente - proclamar com coragem a Palavra da Salvação!

A quarentena não pode parar o mover de Deus!

 

Seja um canal de benção aonde estiver, seja em comunhão ou em casa. Exerça seu papel orando, dando o testemunho de Cristo, cuidando da família e declarando uma palavra de ânimo no meio da tribulação.

O Apóstolo Paulo esteve encarcerado por um bom período da sua vida missionária, mas o cárcere não foi capaz de conter a sua fé. Mesmo preso, o Apóstolo escreveu 4 epístolas do Novo Testamento: Filêmon, Filipenses, Colossenses e Efésios.

"Por isso, por amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois, quando sou fraco, é que sou forte". 2 Coríntios 12:10 

Num momento de aparente fraqueza, Paulo se fortaleceu em Cristo para levar adiante a palavra do Evangelho. Se fortaleça na Palavra de Deus. As provações nos amadurece espiritualmente, isso deve ser motivo de alegria e não de tristeza. Coragem, sê forte e corajoso!

"Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações, pois vocês sabem que a prova da sua fé produz perseverança". (Tiago 1:2-3)

Familiares poderão ser alcançados nesses dias através do nosso testemunho. A Igreja é o sal da terra, é nosso papel temperar este mundo através da Palavra Viva. Que a Igreja continue cumprindo o seu papel, salgando esta terra que precisa tanto de Jesus! 

"Vocês são a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade construída sobre um monte. E, também, ninguém acende uma candeia e a coloca debaixo de uma vasilha. Ao contrário, coloca-a no lugar apropriado, e assim ilumina a todos os que estão na casa. Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus". Mateus 5:14-16 

R.R Soares afirma que “água consagrada por ele” cura Covid-19

Circula nas redes sociais e em grupos de WhatsApp, um vídeo polêmico do missionário R.R Soares, líder da Igreja Internacional da Graça de Deus.

No vídeo, ele apresente testemunhos de fiéis que foram supostamente curados do coronavírus após tomar a água consagrada e receber a sua oração.

barra covid19

Segundo o site UOL, promotores do estado de São Paulo irão investigar o caso.

R.R Soares será o segundo líder evangélico a ser investigado por apresentar uma suposta cura para a Covid-19 por meio da fé e de métodos religiosos.

Antes dele, o apóstolo Valdemiro Santiago, causou a maior polêmica por vender “feijões mágicos” que supostamente curavam a doença.

O Ministério Público Federal (MPF) de São Paulo entrou com um pedido para retirar do ar todos os vídeos do Youtube em que aparece o apóstolo, oferendo sementes de feijão como cura para o novo coronavírus.

Betim Tintas

Caixa Econômica Federal (CEF) paga nesta quinta-feira, dia 21, novos lotes do auxílio emergencial de R$ 600. Serão contemplados trabalhadores recém aprovados que receberão ainda a primeira parcela, e ainda a segunda parcela, para quem recebeu a anterior até 30 de abril.

anuncie aqui

Veja quem recebe nesta quinta:

Segunda parcela: 5,3 milhões trabalhadores inscritos no Cadastro Único ou que se cadastraram através do aplicativo e do site, e que receberam a primeira parcela até 30 de abril, nascidos em março e abril

Segunda parcela: 1,9 milhão de trabalhadores beneficiários do Bolsa Família, cujo NIS termina em 4

Primeira parcela: novo lote de aprovados do benefício, nascidos em março

Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br.

Restrição para saque e transferências

Para os beneficiários que vão receber a segunda segunda parcela e não fazem parte do Bolsa Família, os pagamentos trazem mais restrições. Os depósitos serão feitos por meio da conta poupança digital da Caixa, mesmo para quem recebeu a primeira parcela em outra conta.

Além disso, a poupança digital não vai permitir transferências, apenas pagamento de contas, de boletos e compras por meio do cartão de débito virtual. Transferências para outras contas e saques só serão liberados a partir de 30 de maio (veja o calendário ao final da reportagem).

Novos aprovados

A primeira parcela para esse novo grupo será creditada na conta escolhida pelo beneficiário, da forma como receberam os primeiros beneficiários: nas contas da Caixa, na Poupança Social Digital ou em contas de outros bancos. Esses beneficiários também poderão fazer o saque em espécie do auxílio na data da liberação.

  • 19 de maio (terça): nascidos em janeiro
  • 20 de maio (quarta): nascidos em fevereiro
  • 21 de maio (quinta): nascidos em março
  • 22 de maio (sexta): nascidos em abril
  • 23 de maio (sábado): nascidos em maio, junho ou julho
  • 25 de maio (segunda): nascidos em agosto
  • 26 de maio (terça): nascidos em setembro
  • 27 de maio (quarta): nascidos em outubro
  • 28 de maio (quinta): nascidos em novembro
  • 29 de maio (sexta): nascidos em dezembro

Calendário da 2ª parcela

O calendário do pagamento da 2ª parcela do auxílio emergencial começou na de segunda-feira, dia 18 e seguirá até 13 de junho. O calendário da terceira parcela, que estava prevista para maio, continua sem definição.

O calendário da segunda parcela vale apenas para quem recebeu a primeira parcela até 30 de abril. O governo não informou quando vai pagar a segunda parcela para quem receber a primeira depois desta data.

FONTE: EXTRA

SUPERBET rgb

Desses, 451 comércios foram fechados por irregularidades nas medidas de prevenção à Covid-19

A atualização da Força Tarefa de Fiscalização, coordenada pela Procuradoria-Geral do Município, informou que, até esta quarta-feira, 20, um total de 8.315 estabelecimentos de Betim já foram fiscalizados. Destes, 451 foram fechados e 52 multados. Outras 242 autuações foram emitidas pelo não uso de máscara. Além disso, 122 restaurantes e 380 igrejas assinaram o Termo de Ajustamento Municipal (TAM) com o município.

Desde 14 de maio, os donos dos estabelecimentos já estão sujeitos a pagar multa com valor a partir de R$ 1.000 para cada regra descumprida. Os responsáveis pelas ações   são os fiscais da Força Tarefa de Fiscalização, instituída pelo Decreto 42.102/2020.

Flexibilização do comércio 
Em 22 de abril, parte do comércio e outras atividades privadas em Betim retomaram as suas atividades. Com restrições, a medida foi autorizada por meio do Decreto 42.082/2020. A prefeitura ressalta que a reabertura dos estabelecimentos está condicionada a uma série de normas preventivas à propagação do coronavírus.
 

PORTAL